top of page

Como abrir um MEI - Requisitos, Documentos e Processo Fácil com PJMEI

Se você quer abrir seu próprio negócio sem a complexidade de uma empresa formal, ser um Microempreendedor Individual (MEI) pode ser a opção certa para você. Para se tornar um MEI, é importante atender aos requisitos, como ser uma pessoa física, faturar até R$ 81.000 por ano e exercer atividades permitidas. A abertura de um MEI é fácil e pode ser feita online, confira nesse artigo como ser MEI em 2023!

QUEM PODE SER MEI

Se você está pensando em começar seu próprio negócio, mas não quer lidar com a complexidade de uma empresa formal, ser um Microempreendedor Individual (MEI) pode ser uma ótima opção. Porém, é importante saber que existem alguns requisitos que devem ser atendidos antes de se tornar um MEI.


  • Não ter participação em outra empresa como sócio ou titular: É preciso ser uma pessoa física e não ter participação em outra empresa como sócio ou titular. Caso contrário, não é possível se registrar como MEI.

  • Faturar até R$ 81.000 por ano: O faturamento anual não pode ultrapassar R$81.000,00. Caso ultrapasse esse valor, será preciso se registrar como empresa formal.

  • Exercer as atividades permitidas: É possível registrar uma ocupação principal e até 15 secundárias, desde que elas estejam dentro das atividades permitidas pelo governo para MEIs. Saiba quais atividades são permitidas clicando aqui.

Esses são os principais requisitos para ser um MEI. Ao atendê-los, você já pode dar o primeiro passo para abrir seu próprio negócio de forma simples e sem burocracia.


Documentos necessários para abrir um MEI

Abrir um Microempreendedor Individual (MEI) é um processo simples e rápido, que pode ser feito online. Para isso, é preciso reunir alguns documentos e informações importantes para realizar o registro. Confira abaixo o que você precisa ter em mãos:


  1. Dados pessoais: RG, dados de contato e endereço residencial. É importante ter esses dados em mãos para preencher os formulários de registro corretamente.

  2. Dados do seu negócio: tipo de ocupação, forma de atuação e local onde o negócio é realizado. É preciso informar essas informações para que o registro seja realizado corretamente.

  3. Senha de acesso ao Portal de Serviços do Governo Federal: Antes de abrir o seu MEI, é necessário ter uma conta na plataforma gov.br. Se você já possui, verifique se o seu nível é Prata ou Ouro. Se ainda não possui, clique na opção "Fazer Cadastro" e siga os passos para criar a sua conta. Depois que finalizar, com a senha em mãos, acesse novamente o Portal do Empreendedor e clique em "Formalize-se".

Com esses documentos em mãos, você estará pronto para abrir o seu MEI de forma rápida e sem complicações.


Como abrir um MEI

Se você deseja abrir o seu próprio negócio e se formalizar como Microempreendedor Individual (MEI), saiba que o processo pode ser muito simples e rápido. Uma das formas mais fáceis de abrir um MEI é utilizando o PJMEI, um aplicativo que facilita todo o processo de abertura.


Com o PJMEI, você pode realizar o registro do seu negócio em poucos cliques, sem precisar sair de casa. Além disso, o sistema oferece uma série de recursos para facilitar a gestão do seu negócio, como a emissão de notas fiscais, pagamento de impostos e acesso a informações importantes sobre o seu negócio.


Se você deseja abrir um MEI de forma fácil e rápida, não perca mais tempo e conheça o PJMEI. Com ele, você poderá formalizar o seu negócio em pouco tempo e começar a exercer a sua atividade de forma legal e segura.


Benefícios de abrir um MEI

  • Abertura Fácil: Abrir uma empresa como MEI é extremamente simples e gratuito. O processo é realizado inteiramente online pelo Portal do Empreendedor.

  • Baixo Custo: O MEI paga apenas um valor fixo mensal, conhecido como DAS, o que significa que os custos são muito baixos em comparação com outras formas de empresas.

  • Acesso a Crédito Fácil: O MEI tem acesso a taxas de juros mais baixas e crédito mais fácil em alguns bancos, o que o incentiva a crescer seu negócio. Bancos públicos e digitais, como o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal, são exemplos de instituições que oferecem vantagens ao MEI.

  • Declaração de Renda Simplificada: A gestão do MEI é simples, permitindo que o empreendedor cuide sozinho da declaração de renda, que deve ser feita uma vez por ano.

  • Direitos Previdenciários: Além disso, o MEI tem acesso a benefícios previdenciários, como aposentadoria por idade ou por invalidez, auxílio-doença, salário-maternidade e pensão por morte. A contribuição é de apenas 5% do salário mínimo.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page