top of page

Saiba tudo sobre o MEI com o PJMEI

Atualizado: há 7 dias





Visão geral

O MEI (Microempreendedor Individual) nada mais é do que um modelo simplificado de empresa para quem trabalha por conta própria. É a forma mais barata para se empreender no Brasil. Com isso, o número de MEI's no Brasil vêm crescendo a cada dia.


Pensando nisso, iremos te dar todos os detalhes do MEI:

  1. O que é MEI?

  2. Por que ser MEI?

  3. O que preciso para ser MEI?

  4. Abri meu MEI! E agora?

  5. Não paguei o DAS! Vou deixar de ser MEI?

O que é o MEI?

Você com certeza já comprou algum produto ou utilizou de algum serviço oferecido pelo MEI.


Atualmente os Microempreendedores Individuais correspondem a mais de 56% dos negócios ativos no Brasil. Em números divulgados pelo GOV.BR atualmente o Brasil possui 11.262.383 CNPJ's cadastrados como MEI.


O MEI se tornou o modelo empresarial ideal para a regularização das pessoas que trabalham de forma autônoma. Com o MEI, pessoas que faturam até R$81.000,00 (Oitenta e um mil reais) podem ter CNPJ, emitir notas fiscais e ter acesso aos benefícios da previdência social.


Por que ser MEI?

Porque sendo MEI você regulariza seu negócio e consegue benefícios previdenciários e bancários.


Com o MEI há a dispensa de alvarás, o que simplifica a atuação em diversas atividades.


Há também a facilidade para créditos bancários, o que ajuda a expandir seu negócio.


Além disso, há o baixo custo para a manutenção do seu MEI uma vez que DAS simplifica seus impostos e sai a menos de R$61,00 (Sessenta e um reais) por mês (a depender da atividade desenvolvida.


Além disso, com o MEI o empresário adquire direitos e benefícios previdenciários. Dessa forma é possível estar se aposentando por idade ou invalidez, ter acesso ao auxílio-doença e a licença-maternidade e até mesmo pensão por morte em favor de seus familiares.


O que preciso para ser MEI?

Para abrir o MEI é bem simples. De início você precisará de uma conta “gov.br” . Com seus dados pessoais (endereço, RG, título de eleitor, telefone e declaração do Imposto de Renda) é possível abrir seu MEI.


Após, é só definir as atividades que serão desenvolvidas, informar o nome fantasia e o local da empresa. Lembrando que o MEI pode ser sendo aberto para empresas que possuem locais fixos de atuação e também aqueles que atuam de maneira online ou prestando serviços sem locais fixos.


Tudo isso pode ser feito através de um único aplicativo. Baixe agora mesmo o PJMEI e abra sua empresa, gerencie seu negócio e venda online de forma rápida e simples!


Não há custo para abrir o MEI, mas tem que ficar atento com o recolhimento mensal do DAS para manter seu MEI aberto.


Porém o MEI não foi feito para todo mundo. É preciso avisar que os profissionais que desenvolvem atividades intelectuais não podem ser MEI. Dessa forma, médicos, advogados, contadores, publicitários, jornalistas e outras atividades não podem ser MEI.


Abri meu MEI, e agora?

Ao abrir o MEI você precisa estar ciente de uma coisa: com os benefícios vêm as responsabilidades!


Assim, fique atento ao seu DAS, que é o Documento de Arrecadação do Simples Nacional. O valor do DAS é entre R$56,00 e R$61,00, dependendo da atividade que o MEI realiza.


No DAS estão incluídos os recolhimentos do INSS para todos os empreendedores, ICMS para quem trabalha no comércio e ISS para os prestadores de serviços.


O pagamento mensal do DAS deve ser realizado até o dia 20 de cada mês. Por isso, já salva essa data para não ficar em dívida!


Além do recolhimento mensal do DAS, o MEI precisa estar atento quanto a Declaração Anual do Simples Nacional (DASN SIMEI), mesmo que não haja faturamento. Essa obrigação anual deve ser entregue até o dia 31 de março e é fundamental para que o MEI fique em dia com a Receita Federal.


Para emissão do DAS e para declarar o DASN não é necessário ter contador, basta baixar nosso APP e você terá tudo em uma única plataforma de modo simplificado e fácil.


Não paguei o DAS e não declarei o DASN! O que devo fazer?

O recolhimento do DAS é obrigatório e através dele toda a empresa se mantém regularizada. Porém, grande parte dos empreendedores acabam esquecendo de realizar esse pagamento, ficando em dívida com a União.


Como consequência, o empreendedor pode ter o CNPJ cancelado, tendo que voltar à informalidade e perdendo todos os benefícios concedidos pelo MEI.


Caso você possua DAS em atraso é necessário que faça a regularização do seu negócio através do pagamento. Os débitos em aberto podem ser parcelados em até 60 meses com parcelas mínimas de R$50,00.


E quando o DASN SIMEI não é declarado? Bom, nesses casos tem a incidência de multa, sendo a partir de R$50,00 podendo chegar a 20% dos tributos. Caso o MEI fique 2 anos sem declarar pode ter seu CNPJ cancelado e seus débitos transferidos para a pessoa física.


Para ter uma melhor gestão do seu MEI, baixe nosso APP que iremos te auxiliar em todas as obrigações!

34 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page